segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Ao Cair da Noite....

“Quando o sol se põe e o horizonte se perde, leva-me no cair da noite para junto de ti, onde me esqueço de existir para apenas contemplar incomparável beleza que brilha mais que todas as estrelas”

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Céu Ardente.....

“Vejo o céu ardente, laranja morte, negrume irrespirável de uma hecatombe anunciada, esperança vã e miséria que sorri, país vil sucumbido no descrédito humano”

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Ao Soldado da Paz

“...Inferno de fogo que devasta as entranhas do verde lusitano, coração sofrido que sucumbiu na cinza que o chão derramou no suor vermelho que a vida levou, glória heróica que a ti chamou, onde apenas resta a memória de uma lágrima ao soldado da paz que a mim me lembrou....”