sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Caminho solitário....

Caminho solitário no nada, colho um punhado de vazio do meu pensamento, desenho gestos ocos nas estrelas....caminho apenas por caminhar num caminho sem sentido.....e no entanto deixo-me caminhar...

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

A morte...

A morte fica-me tão bem como o preto no vestir que em ti me deslumbra...os teus lábios de vermelho carmim, cobre no cabelo que te escorre, preto nos dedos que titilas, louco no desejo que te digo.....

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Sou vento do Mar....

Sou chuva que crepita na tua janela, sou vento do mar que te afaga o rosto e ondula o cabelo, sou noite que te cumprimenta no brilho das estrelas, sou amante nas tuas confidências que no intimo me olhas, sou poeta no calor da noite...

domingo, 19 de dezembro de 2010

Uma nuvem...

Uma nuvem que parte com o teu nome, na boca me sabe a saudade que o mar me trás...és céu infinito, azul escuro frio que transformas em fogo laranja quando em mim tocas, tempo que paraste num abraço que me leste....

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

No tempo....

Sou o que o tempo quis, sou o que o tempo me fez, não estou no tempo, estou sem tempo, para te amar nunca tenho o tempo que o tempo me dá, mas apenas o tempo para te fazer sorrir...

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

O Tempo....

O tempo parou naquele instante em que te senti...o vento trouxe a chuva que por nós esperou que timidamente bateu na janela no compasso que o nosso amor ditava....

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010