terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Ecos Surdos....

Ecos surdos que se ouvem na moinha do dia entrincheirados por betão anónimo, por onde espreito a azáfama de quem ignora um sorriso...

Sem comentários:

Enviar um comentário