quarta-feira, 1 de junho de 2011

...Se calem as trovas...

Talvez um dia se calem as trovas, as tormentas e os trovões, as simples emoções que não passaram de recordações, saudades e paixões que um dia tiveram mil perdões...

José Guerra (2011)

Sem comentários:

Enviar um comentário