segunda-feira, 19 de setembro de 2011

O sol deixa-se cair....

O sol deixa-se cair no horizonte
espreita do seu beiral
enquanto se desenha longínquo nos telhados
pintando silhuetas no olhar 
com que se despede beijando a noite
sem nunca a ter visto...

José Guerra (2011)

1 comentário:

  1. ...no último raio sempre a esperança
    de a sentir...
    na última centelha de luz a ilusão
    de conseguir...
    Eterno amor de perdição,
    que nunca vai desistir...

    ResponderEliminar