terça-feira, 29 de novembro de 2011

Nessa boca sedenta...

Um beijo te queria escrever
Nessa boca sedenta
Onde se desenham palavras loucas
De lábios doce cereja
Que na língua se beija
O mel te prove
Uma vez que seja

José Guerra (2011)

2 comentários:

  1. Boa noite José,

    Escrever um beijo, é possível?
    Podemos escrever a palavra beijo, mas escrever na boca um beijo e ... algo.
    Cerejas? Fora de época, por isso mesmo, apetece.
    Se for, será.

    Abraços de luz.

    ResponderEliminar
  2. Para um poeta, cada gesto de amor é realmente escrever e com tinta púrpura do core.
    Abraços

    ResponderEliminar