domingo, 27 de maio de 2012

Vê o mar que chove...

Vê o mar que chove
imagina montanhas nele
lá longe, bem longe dos olhares indiscretos
dois seres se abraçam
afasta as ondas, meu amor
repara bem
como se amam naquele feno macio
pedes-me um beijo
nessa tua boca calada
sem tu saberes, nem eu
já te o dava

José Guerra (2012)

Sem comentários:

Enviar um comentário